Vicunha reúne Damyller e Jeanologia em debate sobre tendências de moda inteligente 

Da perda total à referência mundial: a incrível história do algodão no Brasil
10 de junho de 2020
Descarte incorreto de EPIs aumenta riscos de contaminação e poluição oceânica
1 de julho de 2020
Mostrar todos

Vicunha reúne Damyller e Jeanologia em debate sobre tendências de moda inteligente 

5ª edição do webinar #JeansID, liderado pela Vicunha, discute sustentabilidade em tempos de crise com grandes experts do mercado

São Paulo, Junho de 2020 – Há espaço para soluções inteligentes e sustentáveis na moda em tempos desafiadores? Com essa reflexão, a Vicunha conduziu a 5ª edição do webinar #JeansID com debate sobre sustentabilidade, tecnologia e eficiência no processo criativo de moda. À frente da conversa, três elos da cadeia se uniram para discutir suas percepções diante o consumidor moderno: Enrique Sillas, da Jeanologia, Pedro Daminelli, da Damyller, e Marcel Imaizumi, da Vicunha, com mediação de Fábio Felix, coordenador na Vicunha. 

Norteada pela discussão sobre tendências do consumidor, digitalização da produção, futuro da lavanderia, potência do Brasil no setor de moda global e, sobretudo, relacionada à sustentabilidade, a reunião online gerou cinco tendências de moda inteligente, baseadas na trajetória e visão dos experts no ramo, para promover reflexão e começar a colocar já em prática. 

1. Consumidor mais consciente, mas com menos dinheiro 

Um dos resultados mais drásticos da pandemia é repercutido na crise econômica global, com impacto significativo no consumo feito por um público, cada vez mais, atento e ativista às causas socioambientais. Portanto, como atingir o consumidor com produtos relevantes e com preços satisfatórios? Segundo Pedro Daminelli, Gerente de Sustentabilidade na Damyller, a comodidade é a palavra-chave no setor: “Falamos muito sobre essa questão dentro da empresa e vemos esse conceito como muito importante para o consumidor atual. Precisamos pensar em como viabilizar isso por meio de e-commerce e outras soluções, ao mesmo tempo que agimos no nosso micro setor e conduzimos esse propósito para toda a cadeia.” 

2. É preciso ser viável e relevante 

Durante uma crise econômica como a atual, segundo Marcel, o caminho é contribuir com lançamentos que sejam vendáveis e viáveis para toda a cadeia. Para tanto, é necessário um trabalho contínuo de análise de tendências e investimento de conhecimento para serviços. “Ser sustentável é reduzir custos. Tecnologias que se dizem sustentáveis e não são mais baratas são impossíveis“, complementa Enrique, da Jeanologia. Para o expert, as empresas se beneficiarão, sobremaneira, ao extraírem de modelos sustentáveis benefícios como simplificação de processos, agilidade e melhora de produtos. 

3. Futuro da sustentabilidade 

Precisamos pensar em fabricar o que se vende e não vender o que se fabrica“. Enrique defende que o envolvimento da cadeia de ponta a ponta é premissa essencial para a sustentabilidade nas empresas, uma vez que ao promoverem respeito aos consumidores, conseguirão da mesma forma diminuir custos e tempo de produção. 

Pilar importante da discussão, enunciado por Marcel, os certificados e selos de qualidade e sustentabilidade nunca foram tão necessários como agora, já que representam bandeiras importantes de diferenciação para o consumidor. “Os selos não existem mais apenas por uma questão de compliance, mas por uma questão de causa. Eles mostram apoio da empresa a comportamentos e são uma ferramenta importante para o varejo se comunicar com o consumidor“, explica Marcel. 

4. O Brasil é bonito por natureza, mas falta exportar 

Segundo Marcel, ao contrário de outros países, onde o uso de água para a cultura do algodão é em boa parte proveniente de lençóis freáticos – cada vez mais escassos – a cadeia têxtil no Brasil sai na frente por começar seu ciclo a partir de uma irrigação baseada no regime de chuvas. Tal diferenciação confere maior ganho competitivo ao país em termos de sustentabilidade, uma vez que demanda menos recursos de outras fontes. O país também conta com grandes marcas, além de leis trabalhistas e ambientais rigorosas, o que eleva o padrão de sustentabilidade quando comparado a outros países do globo com menos regulações. 

Enrique trouxe sua visão de fora e pontua que ainda existe desconexão visível entre tecido produzido e tecido acabado. ““O mais importante é mudar o pensamento de tecnologia para modelo operacional”, defende. “Não basta ter maquinários, é preciso que as tecnologias estejam conectadas para gerar o melhor resultado que atuam de ponta a ponta,” e adianta parceria com a Vicunha: “Nesse sentido, a Jeanologia e a Vicunha estão com um projeto que vai ajudar muito, o Engineering Center, que vai possibilitar o perfect match entre tecido e produto acabado. 

5. O futuro é digital 

Mais do que nunca, a tecnologia já se estabeleceu como elemento essencial em qualquer modelo de negócio. Na moda, não seria diferente. Ferramentas como o eDesiger, da Jeanologia, simulam lavagens e analisam níveis de branco na tela do computador. “Em uma hora, conseguimos criar 40 lavagens diferentes. Os tecidos serão apresentados de forma digital no futuro”, afirma Enrique. Para o expert, o Brasil necessita de modelos operacionais mais eficientes. 

#JEANSID 

As lives e webinars promovidos pela Vicunha fazem parte de uma série de iniciativas que reafirmam o compromisso da companhia em unir o setor, promover reflexões sobre as mudanças na cadeia e compartilhar conhecimento com o mercado de moda. 

Desde o avanço do novo Coronavírus (COVID-19) pelo Brasil, a Vicunha esteve à frente de ações indispensáveis para garantia da saúde, bem-estar e segurança das pessoas, como a criação de um banco de tecidos para apoio a projetos voltados à produção de máscaras e itens médico hospitalares, a doação de 27 mil EPIs às secretarias do Ceará e Rio Grande do Norte e a reabertura de sua Sala de Costura para produção de 36 mil máscaras para funcionários, suas famílias e comunidade. A empresa também criou o site “Juntos no combate ao coronavírus”, canal oficial para orientações, serviços, notícias do setor e informações úteis sobre a pandemia para todo o seus públicos. 

Acompanhe a Vicunha pelo @vicunhabrasil e saiba mais sobre suas soluções em jeanswear através do site: http://www.vicunha.com.br. 

Sobre a Vicunha 

Reconhecida mundialmente pelos elevados padrões de qualidade e sustentabilidade, a Vicunha é uma multinacional brasileira presente na América Latina, Europa e Ásia. Com mais de 50 anos de mercado, é referência global em soluções jeanswear, atuando no segmento de tecidos denim e brim. Além de produtos inovadores, a empresa leva ao mercado inteligência para a customização de serviços em tendências de moda, sustentabilidade, design e lavagens. É isso que faz da Vicunha uma empresa one stop shop, modelo de negócio que possibilita atender as necessidades dos clientes em um só lugar, ajudando a aumentar sua competitividade com soluções integradas. Celebrando a multiplicidade de um mundo em constante evolução, a Vicunha tem como propósito estimular a cultura do jeanswear, para que cada pessoa no mundo encontre seu jeansidentity. 

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

USE A SUA VOZ PARA PROVOCAR MUDANÇAS NA MODA!

Preencha o formulário e descubra como você pode ajudar a MODA a reduzir seu consumo de água!
Faça parte dessa causa!