ABIT participa da conversa água, moda e o papel de cada um

A FINA FLOR DAS INCIATIVAS SUSTENTÁVEIS NA MODA ESPERAM POR VOCÊ
10 de julho de 2019
Segundo encontro das Empresas Guardiãs. Nosso movimento avança!
19 de julho de 2019
Mostrar todos

ABIT participa da conversa água, moda e o papel de cada um

Leia trechos da entrevista exclusiva com o presidente da ABIT – Associação Brasileira da Indústria Têxtil e Confecção – sobre a água, a moda e o papel de cada um para um planeta mais abundante.

FERNANDO PIMENTEL:

“A água representa 70 % da superfície do planeta. Dessa parcela, apenas 2,5% são de água doce, sendo que 98% é água subterrânea. Ou seja, a quantidade de água própria para consumo é mínima perto do total existente na terra.”

“Cada vez mais a água representa um fator de escassez diante da demanda e vem se tornando motivo de disputas entre diversos países, como já acontece nas regiões mais áridas.”

“A moda é uma forma de expressão que conversa com todos de todos os níveis da sociedade. Portanto, a moda tanto pode ser tanto um indutor de boas mudanças quanto indutor de práticas indesejáveis.”

“Cada agente dessa cadeia tem uma responsabilidade: As fabricas, os consumidores, os fornecedores de insumos. Todos têm responsabilidade para reduzir o consumo de água em todas as etapas para que sobre mais água potável para beber, cozinhar e viver.”

A moda tem um grande papel de educadora inclusive depois que chega nas mãos do consumidor final. Ela pode trazer para si a responsabilidade de disseminar o conhecimento profundo e amplo sobre o papel de cada um de nós como elementos fundamentais para que o planeta Terra não seja visto como um planeta de desperdício e sim de abundância.

“Na área de cotonicultura, por exemplo cerca de 86% do algodão produzido no Brasil é certificado, ABR (Algodão Brasileiro Responsável) que é composto por 231 itens que devem ser cumpridos para que se receba esse selo. E somente 6% a 8% deste algodão é irrigado, ou seja, a maior parte da nossa produção é o algodão de sequeiro. E quanto mais nós pudermos levar essas informações à sociedade brasileira, educando-a no sentido de ser poupadora de água nos seus hábitos normais e principalmente nos seus hábitos de consumo do vestuário.”

Os temas do nosso último Congresso, foram sustentabilidade, compliance e tecnologia. Fatores chaves para a indústria e para o varejo. Afinal, são produzidas mais de 87 bilhões de peças de vestuário no mundo, das quais cerca de 6 bilhões anualmente são fabricadas no Brasil.

“Olhando para o mundo, as regiões africanas e asiáticas – onde o consumo mais cresce – é onde há mais carência de água. Portanto, o vetor de desenvolvimento dos produtos de moda, tem que estar integrado aos objetivos do desenvolvimento sustentável. Somente dessa forma vamos legar um planeta melhor para que aqueles que vierem depois da nós.”

“Moda, sustentabilidade, tecnologia, design, inovação, serão fatores fundamentais para que tenhamos um futuro melhor. Eu tenho certeza que esses trabalhos que estão sendo feitos agora como por exemplo, a visão do movimento A Moda Pela Água, são um grande passo para que possamos orientar, educar, informar e disseminar melhores praticas e melhores hábitos de consumo e cuidados com o vestuário e todas as peças confeccionadas que estão no nosso lar.”

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

USE A SUA VOZ PARA PROVOCAR MUDANÇAS NA MODA!

Preencha o formulário e descubra como você pode ajudar a MODA a reduzir seu consumo de água!
Faça parte dessa causa!